Preencha so campos abaixo.

(opcional)

(obrigatório)

(opcional)











(opcional)

Clippings

Metade dos hotéis brasileiros quer subir preço em 2013, diz pesquisa

Imprimir
Publicado em 11 de Março de 2013 - 17:13

O levantamento foi realizado entre dezembro de 2012 e janeiro de 2013 pelo instituto de pesquisas Strategy One a pedido do site de viagens TripAdvisor. Foram entrevistadas mais de 35 mil pessoas em 26 países: 19.947 eram representantes de hotéis e outros meios de hospedagem e 15.595 eram viajantes. No Brasil, 277 hoteleiros e 983 consumidores participaram.

O resultado mostrou que 53% dos hoteleiros do Brasil pretendem subir os preços neste ano. O número é superior à média global (40%) e à de todos os continentes. Na Europa, por exemplo, 32% dos estabelecimentos responderam o mesmo. Na América do Sul (o continente com a maior média), o número foi de 48%.

O Brasil aparece em quinto lugar em um ranking sobre preços de diárias, atrás de Austrália, Estados Unidos, Japão e França. De acordo com o levantamento, o custo médio por noite no país é de US$ 139 (cerca de R$ 273). Alemanha, Canadá e Reino Unido são os seguintes na lista.

Os representantes dos hotéis brasileiros têm expectativas positivas para 2013: 82% disseram estar otimistas com a rentabilidade de seu negócio. A média global é de 68%.

No entanto, apenas 29% no Brasil afirmaram que pretendem criar novos empregos em 2013. A média mundial nesse quesito é ainda menor: 19%.

Quase todas as empresas afirmaram que consideram importantes as avaliações online que os usuários postam sobre seus serviços.

Quando recebem uma avaliação negativa, 69% afirmam que falam sobre o assunto com os funcionários, 63% revisam ou alteram suas operações e 61% dizem que melhoram o treinamento da equipe.

Viajantes sempre conectados
Os brasileiros entrevistados pela pesquisa não se desconectam quando viajam. Seis em cada dez acessam a internet via dispositivos móveis, cinco em cada dez atualizam o status nas redes sociais, quatro em cada dez postam fotos nessas mesmas redes e a mesma porcentagem busca atrações em aplicativos. Os números são superiores às médias mundiais nesse quesito.

As viagens longas são reservadas por 76% dos brasileiros com pelo menos dois meses de antecedência, e 72% disseram que fazem as reservas para viagens curtas no máximo quatro semanas antes da partida.

Mais da metade dos entrevistados do país (56%) afirma que pretende gastar mais com viagens ao longo de 2013.

Praia e cultura
Ao escolher um hotel para se hospedar, os principais fatores que os usuários do site do mundo todo levam em conta são, nesta ordem, preço, localização, avaliações online de outros viajantes e atrações nos arredores.

Os tipos de viagem preferidos são para a praia (20%), com perfil cultural (16%), para cidades (13%) e de aventura (13%).

Os companheiros de viagem mais frequentes são os parceiros (58%), seguidos pelos filhos (18%), amigos (18%) e por outros membros da família (17%).

fonte:http://g1.globo.com/turismo-e-viagem/noticia/2013/03/metade-dos-hoteis-brasileiros-quer-subir-preco-em-2013-diz-pesquisa.html

Fotos

Metade dos hotéis brasileiros quer subir preço em 2013, diz pesquisa